http://www.timesonline.co.uk/tol/news/uk/health/article7148975.ece

 

Meninas agora começam sua puberdade aos 9 anos de idade.

 

Lois Rogers

Crescente número de meninas está alcançando a puberdade antes dos 10 anos de idade. Com isso aumenta os temores de um crescimento da atividade sexual entre as novas gerações.
Cientistas acreditam que o fenômeno pode estar conectado à obesidade ou à exposição a substâncias químicas na cadeia alimentar, colocando também as jovens em maiores riscos em longo prazo de terem câncer de mama.
Uma pesquisa revelou que o desenvolvimento de mama em uma amostra de mil jovens começou com uma média de 9 anos de idade e 10 meses – num adiantamento exato de um ano quando um outro grupo similar foi examinado em 1991. 
A pesquisa foi realizada na Dinamarca em 2006, último ano para o qual existiam dados disponíveis, mas especialistas acreditam que a tendência aplica-se à Grã-Bretanha e outras partes da Europa. Dados dos Estados Unidos também apontam para o aparecimento mais precoce da puberdade.
Os cientistas alertam que essas meninas estão mal preparadas para lidar com seu desenvolvimento sexual, quando ainda estão na escola primária.
"Ficamos muito surpresos que haja essa mudança em um período de apenas 15 anos", disse Anders Juul, chefe do Departamento de rescimento e eprodução o Hospital Universitário de um dos líderes mundiais no estudo de hormônios de crescimento.

"Se as meninas amadurecem mais cedo, deparam-se com problemas da adolescência em uma tenra idade e estão mais propensas a doenças no futuro. Deveríamos estar preocupados com isso sim, independentemente do que pensamos e de quais razões possam ser. É um sinal claro de que algo está afetando nossos filhos. Não importado se é “junk food”, produtos químicos ambientais ou a falta de atividade física. "
Atingir a puberdade precocemente pode significar maiores exposições ao estrogênio, um fator gerador de câncer de mama. Além disso, há também um maior risco a doenças cardíacas.
Uma série de substâncias químicas produzidas artificialmente tem sido responsabilizada por interferir no desenvolvimento sexual, notadamente o Bisfenol A, um componente de resinas plásticas encontrado na lâmina que forra os enlatados e serve para se fazer as mamadeiras dos bebês.
A equipe de pesquisa de Juul está agora testando amostras de sangue e de urina de meninas pesquisadas para ver se há uma conexão direta entre maturação sexual precoce e a substância Bisfenol A.
Outro fator para esta puberdade precoce pode estar na dieta alimentar. As crianças estão comendo mais do que as gerações anteriores e além de estarem crescendo mais – e em muitos casos tornam-se obesos.
Tem havido uma constante diminuição no início da puberdade. No século 19, era de cerca de 15 para meninas e 17 para os meninos.
O padrão internacional para uma puberdade normal para as meninas brancas foi criado na década de 1960 em 12 anos para a idade quando as menstruações têm início e de aproximadamente 14 anos para os meninos quando as suas vozes começam a falhar e o seu crescimento aumenta repentinamente.
Um consenso mais recente na Inglaterra mostrou-se evasivo. "Apesar de não termos dados claros aqui, há evidências [como na Dinamarca] de que a mesma coisa está acontecendo, por razões que não entendemos", disse Richard Sharpe, chefe da unidade da ciência reprodutiva humana do Medical Research Council de em Edimburgo, na Escócia .
"Não sabemos se este fato é resultado de uma melhor nutrição ou de fatores ambientais. No entanto, cria problemas sociais para as meninas que já estão vivendo em uma sociedade sexualizada".
Sharpe disse que os meninos também estão sendo afetados por esse fenômeno. O corais das escolas relataram um número crescente de rapazes que abandonam estes espaços porque suas vozes falham nas idades de 12 ou 13 anos.
Richard Stanhope, especialista em distúrbios hormonais em crianças, recentemente aposentou-se do Hospital Great Ormond Street, disse que os especialistas em seu campo acreditam estar percebendo mais crianças chegando à puberdade precoce.
"Todas as coisas que nós experimentamos como adolescentes são bastante difíceis para lidamos. Imagina-se quando isto acontece aos 10 ou 11 anos, é muito pior", diz ele.
"Essas crianças também estão em risco muito maior de abusadas sexualmente, porque é difícil para certos adultos compreenderem como se comportarem adequadamente em relação a eles”.
As jovens que atingem a puberdade precocemente, muitas vezes percebem-se brincando como meninas menores na escola. "Eu tive que usar sutiã aos 9 anos", disse uma menina, que não quis ser identificada. "Costumava fingir estar doente para não me mudar para a aula de educação física”.
"A pior parte foi os homens dirigindo-se para mim como se eu fosse uma mulher adulta, quando na verdade eu tinha 11 anos”.
Um estudo publicado na revista Public Health Nutrition na última sexta-feira (nt.: 11 de junho de 2010) mostrou uma ligação entre o alto consumo de carne e puberdade precoce em meninas.
Os investigadores na Universidade de Brighton constataram que 49% das meninas que comiam carne 12 vezes por semana na idade de 7anos atingiram a puberdade pela idade de 12 e 1/2, e em comparação com 35% delas que consumiam carne quatro vezes por semana ou menos.

 

Tradução livre de Luiz Jacques Saldanha, junho de 2010.